2006/11/23



CONTRA O ROUBO

Todos os dias somos espoliados dos nossos direitos, cada vez mais retiram aos trabalhadores a legitimidade de serem humanos, pois o que interessa ao capital são os números e face a estes valores, dados como adquiridos, os trabalhadores não passam de um mal necessário, pois são estes que trabalham, produzem e fazem com que estes senhores tenham lucros.
Estes lucros nunca são investidos em benefício de quem trabalha, nem perguntam se os trabalhadores estão de acordo com o “investimento”, antes pelo contrário, investem em futilidades e brincam com o que tanto suor custou aos trabalhadores, no entanto quando o dinheiro falta, pedem mais, e mais sacrifícios a quem trabalha.

Mas a culpa não é só destes senhores, devido à “prostituição” que reina dentro das empresas, em que por causa de mais uns cêntimos existem trabalhadores que pactuam com estes senhores, quer através do medo incutido aos mais “fracos”, quer na substituição dos referidos senhores quando é necessário recorrer a “jogos sujos” em que os seus colegas saem prejudicados, mas estes parasitas esquecem-se que não passam de “lixo” na mão do capital e que quando já não forem necessários, vão para o caixote como os outros, outros existem, que andam na sombra à espera de lucrar com a luta dos seus colegas.

No entanto, ainda existem e sempre existirão pessoas com valores e que não abdicam do direito de dizer basta, para esses deixo uma saudação especial e uma mensagem HOJE ESTAMOS A CONSTRUIR O NOSSO FUTURO E O DA PRÓXIMA GERAÇÃO, e não podemos nunca abdicar do que foi conseguido através de tanto sofrimento de outros antes de nós, quanto aos já referidos só nos resta ter pena, pois estes não passam de umas simples criaturas pobres de espírito.

1 Comentários:

Às 4:16 da tarde , Blogger a.castro disse...

formiga,
Conforme meu post Informação, mudei de casa (do blogspot para o wordpress). Peço-te pois o favor de actualizar o meu link no teu blog para este:
http://malaposta.wordpress.com/
Malaposta
Desculpa a maçada e obrigado. Bom FDS!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial