2007/09/15


Lisboetas ABRAM A PESTANA


ABRAM BEM A PESTANA
A Administração do Porto de Lisboa foi, o grande bombo da festa, na campanha eleitoral para a Câmara de Lisboa. Talvez por não quererem ser acusados de interferir numa campanha eleitoral os visados remeteram-se ao silêncio. Agora que o terramoto eleitoral já passou e as direcções partidárias se esforçam por se erguer sobre os escombros os agentes portuários vieram falar.
Numa conferência de imprensa onze associações da comunidade portuária lançaram um sério aviso e perguntaram «o que seria a zona ribeirinha de Lisboa caso a sua gestão tivesse sido entregue à autarquia?». A resposta parece óbvia. Estaria já repleta de construções e aberrações como as que enchem toda a cidade. Teriam sido feitas parcerias e mais parcerias, trocas e baldrocas de terrenos com empresas de construção e imobiliário. Felizmente tal não aconteceu.
Os agentes portuários aproveitaram ainda de passagem para chamar de mentiroso a António Costa, o recém-eleito presidente da Câmara Municipal de Lisboa. Uma coisa que até nem espanta ninguém. O que seria realmente espantoso é que ele não tivesse mentido. Os socialistas portugueses são conhecidos pelos seus grandes e característicos narizes que não param de crescer.
António Costa esqueceu-se de dizer aos lisboetas que o governo já tem planos para entregar a gestão de zonas desafectadas do uso portuário a três sociedades com capitais do Estado e da autarquia. Topam? Percebem agora o porquê daquele ar de santinho do candidato quando falava da passagem da zona ribeirinha para o controle da autarquia?
Talvez por esquecimento o Dr. António Costa esqueceu-se também de explicar que os edifícios que estão a nascer no Caís Sodré foram uma imposição do governo à Administração do Porto de Lisboa, entidade que de resto o governo tutela.
Maior despudor teve o seu número dois, o arquitecto Manuel Salgado. Um homem bem conhecido nas lides do imobiliário em Lisboa. Veio qual carpideira jurar que tinha feito os possíveis e impossíveis para inviabilizar esses dois projectos no Caís Sodré quando elaborou o plano da Baixa.
Mas será que alguém acredita sabendo ser ele o responsável pelo Hotel Altis que estão a construir em Belém. Sim o hotel que fica entre os Jerónimos e a Torre de Belém mesmo em cima do Tejo e com traseiras para o Centro Cultural de Belém.
Deviam ter vergonha os dois. Mas não têm. Resta-nos a nós que gostamos de Lisboa estar bem atentos. ABRAM A PESTANA.




  • Etiquetas: , , ,

    0 Comentários:

    Enviar um comentário

    Subscrever Enviar comentários [Atom]

    << Página inicial