2008/06/29

Infelizmente, desapareceu o lápis azul, do fascismo, mas foi substituído pelo “meter na gaveta”, isto acontece em diversas áreas, nos nossos dias.
Como é o caso em que dois excelentes filmes, Segredo de um Cuscuz e O Meu Irmão é Filho Único, nem podem dizer que é por falta de qualidade, pois o primeiro foi vencedor dos Césares 2007 e premiado no festival de Veneza.
Com grande lamentação, estes filmes só estão em exibição, nos cinemas:


Segredo de um Cuscuz

sinopse
Na cidade costeira de Sète, França, o Sr. Beiji, pai de família de sessenta anos com emprego precário esforça-se por manter a família unida, apesar do historial de tensões que sentimos sempre próximas da ebulição. Tem o peso do falhanço em cima dos ombros e um sonho, o de construir um restaurante. Num panorama negro, ele fala do seu sonho, sobretudo com a família que se vai solidarizar pouco a pouco com ele. O sentido de entreajuda poderá trazer o projecto a bom porto, ou talvez não...



Lisboa - Medeia Monumental - 213142223
Edifício Monumental
13h00 / 15h50 / 18h50 / 21h50

Lisboa - Cinema King - 218480808
Av. Frei Miguel Contreiras, 52A
14h30 / 18h15 / 21h30; 6ª-Sab,2ª: 24h30

Porto - Teatro do Campo Alegre (TCA) - 226063000
Rua das Estrelas
18h30 / 22h00

O Meu Irmão é Filho Único

sinopse
Accio, um fascista susceptível é o irmão de Manrico, um comunista fascinante. Entre os dois há um constante confronto numa época de grandes paixões e de agitação social e cultural: os anos 60 e 70. A atracção de ambos por Francesca põe à dura prova a relação conflituosa entre eles que, no entanto, se distingue pela afeição, sempre presente.



Lisboa - Medeia Monumental - 213142223
Edifício Monumental
13h15 / 15h20 / 17h25 / 19h30 / 21h40 / 24h15

Lisboa - Cinema King - 218480808
Av. Frei Miguel Contreiras, 52A
13h40 / 15h45 / 17h50 / 19h55 / 22h00; 6ª-Sab,2ª: 24h15

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial