2008/06/11


Pois é, a desinformação da comunicação social, dos “patrões”, como sempre, está a funcionar...

Antes de mais quero dizer que não estou a favor nem contra esta paralisação, das transportadoras, sim paralisação, não é greve... pois a associação que representa esta classe também faz parte daquele núcleo, tipo UGT, falam, falam... mas depressinha aprendem o que o governo quer que eles digam e assinem...

Aqueles que criticaram, criticaram..., mas devagarinho para não aleijar, a posição do governo para com a reforma da função pública, pois era preciso fazer o “povo” pensar que eles defendem os trabalhadores. Depois do tempo de antena passar, lá assinaram todos os acordos que o governo pretendia.

A seguir os iluminados dos patrões, perdão, do governo puderam dizer que conseguiram um consenso com os trabalhadores... esqueceram-se de dizer com quais.

Não sou a favor deste bloqueio, porque estes ditos “patrões” (das transportadoras), comparados aos trabalhadores que existem por este país a recibo verde..., estão a defender simplesmente os seus interesses pois mal ganhem alguma coisinha com esta paralisação, voltam para as suas vidinhas, e estão simplesmente “nas tintas” para os problemas que assolam o nosso país.
Entre outros, estão “nas tintas” para a destruição dos direitos dos trabalhadores que estão a ser postos em causa com a nova proposta do código de trabalho que é um verdadeiro atentado à classe trabalhadora.
Estão “nas tintas” para a fome e a miséria que vai, cada vez mais, devastando o nosso país e o mundo, com a justificação “é a evolução”.
Mas que raio de evolução é haver cada vez mais miséria e fome, enquanto meia dúzia de senhores aumentam drasticamente as suas fortunas?
Aumentam estas fortunas mas não é a custa do trabalho destes, pois estes nem sabem sequer como se faz algo nas suas empresas... limitam-se a dar umas teorias e alguém que as ponha em prática, pois eles já fizeram o papel deles... e se falharem, a culpa não é da teoria é de quem se limitou a por em pratica “as ideias geniais” destes.

Enquanto isso engrossam as empresas com trabalho precário, exploração de trabalhadores, assédio moral dos trabalhadores...

Como ainda não estão contentes, fizeram uma encomenda “de um novo código de trabalho” a este governo, dito socialista, para que possam impor a escravatura.
Mas esta escravatura ainda é melhor do que a anterior, pois antigamente os patrões ainda tinham que investir numas senzalas, agora, basta darem uns trocos para que os trabalhadores possam ir trabalhar no dia seguinte, e assim poupam nas senzalas.

Não sou contra, porque quem paga toda esta especulação com os combustíveis somos nós... e temos que acabar com esta especulação...

Ainda me lembro que quando houve a liberalização do preço dos combustíveis, quem ousava ser contra era apelidado de retrógrado e louco, pois segundo os “iluminados” a liberalização só trazia benefícios, é ocasião para dizer, SANTA IGNORÂNCIA.

Etiquetas: , , ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial