2006/06/12


Steve Forbes, proprietário da publicação Forbes, está ligado à extrema-direita estadunidense e cubana nos Estados Unidos.
Cresceu na fazenda familiar de 40 acres, Far Hills, em Nova Jérsey, algo maltratado pelo pai, que o obrigava a usar o kilt, a saia escocesa, e tocar a típica gaita diante os seus convidados, sobre o ostentoso iate familiar, o Highlander.
Steve Forbes, que revela a suposta fortuna de uns personagens conhecidos e até inventa, descaradamente, os "900 milhões" do líder cubano, se negou a publicar os seus rendimentos ao IRS - os serviços federais de imposto - quando tentou conseguir a candidatura republicana para a presidência.
Herdeiro de mais de um bilhão de dólares, dedicou 100 milhões a duas campanhas eleitorais, tentando concretizar suas aspirações à presidência dos Estados Unidos.
Para sua primeira aventura presidencial, em 1996, Steve Forbes — parceiro de Jorge Mas Canosa— escolheu como assessores, colaboradores do "senador Não": Jesse Helms, conhecidos por terem concebido campanhas particularmente sujas.
Sabe-se que possui, além da sua residência e de vários imóveis, uma ilha em Fiji, um gigantesco iate, um Boeing 727 e um castelo na França, e as projecções mais descabeladas acerca de sua fortuna encontradas na Internet lhe atribuem contas bancárias na Suíça e estimam seu capital em torno dos US$ 800 biliões.
Numa ocasião, meu pai gastou US$ 5 milhões em sua festa de aniversário, em Tânger", se gabava Steve Forbes, filho de Malcolm, multimilionário dono da revista Forbes, quando lhe perguntaram por que não se gastaria alguns milhões a mais para tentar ser presidente dos Estados Unidos. Mas não conseguiu.
Tal como Dan Quayle, George W. Bush e muitos outros filhos-de-papai, soube evitar ser recrutado para ir combater no Vietname, ao entrar na Guarda Nacional.
Aos 22 anos, começou a trabalhar na revista paternal — seu pai é o único patrão que teve. Herdou depois o negócio, onde recebe agora um salário anual de US$ 1,2 milhão, além de outras utilidades que lhe provê seu estatuto.
Forbes, publicação tão interessada na fortuna do presidente cubano, não publica os nomes dos ex-mandatários latino-americanos acusados de fraude e de corrupção, nem fala dos negócios da empresa petroleira Bush, no Texas, que aumentaram as rendas do actual presidente estadunidense de maneira pouco clara.
Embora muitos duvidem do seu talento de administrador, Forbes chegou a vender mais de 4.500 páginas de publicidade ao ano, graças a uma política editorial bastante singular: não se publicam notícias más sobre companhias que compram espaço.
Dois momentos mostram sua belicosidade: em 1997 assinou o Projecto para um Novo Século Americano cujos objectivos são a retomada da liderança internacional dos Estados Unidos, a continuidade da política de Ronald Reagan e a “guerra preventiva”. Em 17 de Abril de 2006 declarou: “Quando tivermos uma guerra contra o Irão, que vamos ter, os preços do petróleo descerão”.
Sua gestão na Rádio Free Europe e Rádio Liberte — estações de propaganda anticomunista mantidas na Europa do Leste pela CIA — entregues por Ronald Regan, na década dos 80, do século passado, deveio um desastre financeiro por causa do descontrole das despesas.
Não se sabe o nível exacto de sua participação financeira na organização anti cubana Freedom House, onde é um dos membros da junta. A Freedom House é a casa matriz do Centre for a Free Cuba, do agente da CIA Frank Calzón.
Steve Forbes se tornou famoso por ter demitido sua secretária, Ann Barton, quando ia festejar seus 65 anos de idade, embora trabalhasse para ele durante 13 anos. O motivo: Forbes escreveu num editorial que faz falta desfazer-se forçosamente de seu pessoal quando atinge essa idade.
Por outro lado, a corporação Forbes também investiu pesado em terras, em Colorado e Missouri, que comercializou através de anúncios em suas próprias páginas. O carácter irregular do contrato de venda fez com que, há alguns anos, Forbes tivesse que reembolsar dinheiro a compradores que achavam ter sido vítimas de um roubo.
A revista Fortune, por seu lado, valorizou o capital pessoal de Steve Forbes em US$ 439 milhões e a fortuna familiar em, aproximadamente, 1,4 bilhão.

Granma Internacional
Revista Koeyu Latinoamericano
voltairenet.org

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial